imprensa

Solução simples busca resolver problema histórico de água em rua do Volta Grande

120 metros de tubos de 60 milímetros e um novo conjunto motobomba. Com estes poucos recursos, mão de obra e um bom projeto hidráulico, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque está resolvendo, nesta semana, um problema histórico que perdura, no mínimo, desde 2014, na rua Manoel Raimundo, bairro Volta Grande.

O engenheiro Eduardo Fernandes, diretor de Expansão da companhia, explica que vários fatores contribuíram, ao longo dos anos, para que faltasse água diariamente nas residências daquela via, situada na região norte do bairro. Dentre eles, destaca-se a alta cota da via, o fato de a localidade estar situada a mais de quatro quilômetros e o aumento populacional exponencial.

“A situação estava crítica para aqueles moradores”, acrescenta Fernandes.

A solução encontrada pelo Samae foi interligar a rede de água que abastece o Loteamento Florence (devidamente pressurizada por uma estação elevatória de água tratada), na rede que deveria abastecer por gravidade a rua palco dos problemas. Além disso, para não sobrecarregar a elevatória, foi instalado um novo conjunto de motobombas e componentes elétricos na estrutura.

“Vamos abastecer cerca de 50 casas nessa localidade, sem precisar erguer uma nova estrutura. É a mesma casa de bomba, os mesmos reservatórios, apenas com uma interligação desse sistema de recalque”, finaliza.