imprensa

Samae e Anjos do Peito: unidos por uma nobre causa

Fundado no ano de 2010 pela enfermeira Angelina Tarter, o Instituto Catarinense Anjos do Peito, em Brusque, nunca teve vida fácil. A ONG, mantida pelo árduo trabalho de voluntários, sempre batalhou para conseguir manter a sua sede e, consequentemente, o apoio prestado às famílias com dificuldades no processo de aleitamento materno. Veio a pandemia e o que era difícil, ficou à beira do insustentável.

Para ajudar a instituição a superar esta situação, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque, por meio do seu setor de Atendimento, firmou uma parceria com o Instituto. O objetivo é, através de várias ações, ajudar a entidade a aumentar a captação de recursos financeiros através das doações que podem ser feitas pela fatura mensal de água.

“Sabendo do grandioso trabalho realizado pelo Anjos do Peito, temos cedido um espaço em nossa fatura de água para que o cidadão possa auxiliar com esta entidade”, destaca Fábio Petermann, coordenador de Atendimento do Samae. “Sabemos o quão importante é o aleitamento materno, é até uma questão de saúde pública. Para que esse trabalho possa continuar, estamos pedindo a ajuda da população para que contribua”, salienta.

Para doar, é muito simples. A maneira mais fácil é enviar nome completo, CPF, endereço, código de fatura do Samae e o valor mensal desejado para o WhatsApp 47 33517786. Ainda é possível preencher um formulário existente no site da ONG, anjosdopeito.org.br.

Angelina Tarter, fundadora da entidade assistencial, reforça o apelo à população para que o Instituto consiga manter os seus trabalhos, ajudando famílias em momentos de dificuldade. “Nós temos dinheiro em caixa para continuar nosso trabalho até o final do ano. Para continuarmos e quem sabe ampliarmos nossos serviços em 2022, nós precisamos da ajuda da população. Qualquer valor já vai fazer a diferença. É uma boa causa”, frisa.

Além de auxílio na divulgação pelas redes sociais, o Samae também está entregando um folder produzido pelo Instituto Anjos do Peito. Na publicação impressa, o cidadão passa a conhecer em detalhes sobre o trabalho desenvolvido há mais de uma década pela organização.