imprensa

Samae está prestes a completar primeiro quilômetro da segunda etapa de expansão

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque está se aproximando da marca do primeiro quilômetro vencido nesta que é a segunda etapa das obras da expansão de rede, tida como a maior intervenção de saneamento nos últimos anos no município.

A complexa operação teve início em 29 de abril, nas dependências da Estação de Tratamento de Água (ETA) Central, seguindo até as imediações da estação Elevatória de Água Tratada (EAT) do Maluche, com cerca de 1,5 quilômetros de novos tubos de 300 milímetros colocados sobre a via.

“Esta etapa já foi executada e já se encontra em operação e carga. Esses 1500 metros já beneficiam todos os bairros da região central com aumento na pressão e vazão de água potável”, ressalta o diretor de Expansão da autarquia, engenheiro Eduardo Fernandes.

Agora, o desafio é maior. Desde a última semana, a companhia de água vem fazendo um grande esforço logístico para conciliar o pesado tráfego de veículos da região do Maluche com as escavações e colocações de novas tubulações. “Agora nós vamos seguindo em sentido ao bairro Dom Joaquim, momento em que será colocado em carga este segundo trecho da obra”, salienta Fernandes.

A obra


A expansão de rede prevê a instalação de mais de 8,5 quilômetros de novas adutoras de água tratada, partindo da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Centro, em direção ao bairro Dom Joaquim.

Trata-se de um serviço que faz parte das obras da ETA Cristalina. Porém, a necessidade latente de se levar água tratada para a região do Dom Joaquim e adjacências fez com que a autarquia antecipasse o serviço.

Após a entrega da estação da Cristalina, ao invés de se levar água do Centro para o bairro, o fluxo nas adutoras será invertido do Dom Joaquim para a área central da cidade. O investimento do Samae foi de mais de R$ 5,3 milhões.