imprensa

Samae realizará obra para resolver problema histórico no Primeiro de Maio

Há anos moradores da rua Maximiliano Barowsky, no bairro Primeiro de Maio, sofrem com a falta de pressão na água que sai de suas torneiras. Como a localidade encontra-se em um aclive considerável, o desabastecimento acaba impactando a rotina dos contribuintes em alguns momentos do dia, sobretudo nas residências que ficam mais ao fim da via.

Após um estudo bastante minucioso feito no local, a equipe de engenharia do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque irá viabilizar, a partir do próximo final de semana, o que pode vir a ser a solução para a situação histórica.

Conforme o diretor de Expansão da autarquia municipal, Eduardo Fernandes, a operação terá início no próximo domingo, 21 de fevereiro. “Nós vamos fazer uma rede nova que irá interligar as redes existentes na rua Maximiliano Barowsky e na rua Guilherme Ristow. Com isso, vamos isolar essas tubulações da rede da Primeiro de Maio, que fornece pouca pressão”, explica.

“Já num ponto mais alto da rua Guilherme Ristow nós vamos realizar a interligação com outra rede existente na mesma rua. E essa outra rede, por sua vez, é abastecida pela Elevatória de Água Tratada (EAT) e pelo reservatório existentes na rua José Knihs, que possuem mais pressão”, complementa.

Com maior pressão nas tubulações, a água tratada irá chegar com mais facilidade e em maior volume nas casas dos brusquenses que moram na região. A previsão, segundo a área técnica do Samae, é de que a obra seja concluída em três finais de semanas de trabalho, já que a obra não será realizada durante os dias de semana para não atrapalhar o trânsito de veículos.

Em caso de chuva, o serviço será reagendado.